De acordo com os dados preliminares divulgado pelo INE, no primeiro semestre de 2016 as exportações de produtos cerâmicos tiveram uma variação de 9,9% face ao período homólogo anterior ( Janeiro - Junho 2015) Dilema na UE. Como a China pode fazer Portugal perder até 91 mil empregos .A indústria de cerâmica assume-se preocupada com a falta de uma posição clara por parte da Comissão Europeia nesta matéria - Veja mais aqui “A cerâmica portuguesa não está no top mundial só por ser interessante: tem design, qualidade e é inovadora“ .Veja a reportagem do Presidente da APICER aqui Entrevista com o vice-presidente da APICER ao jornal Desafios. Ver mais aqui. Exportações de produtos cerâmicos cresceram 4% em 2015 O valor das exportações portuguesas de produtos cerâmicos ascendeu a 657 milhões de euros no conjunto do ano de 2015, o que representa uma variação de 4% face ao período homólogo anterior (ano de 2014) Associação da Cerâmica quer gás 10% mais barato para aumentar exportações APICER estabelece parceria com a Vivapower para a realização de Diagnósticos Energéticos à Indústria Cerâmica . Ver mais aqui. Portugal reforça liderança nas exportações europeias de louça de mesa. Aplicação de direito anti-dumping sobre importações chinesas continua a incentivar empresas nacionais a aumentarem a produção. Os efeitos da introdução de um direito anti-dumping sobre as importações da UE originárias da China, no âmbito de um processo que contou com o envolvimento ativo da APICER junto da Cerame-Unie e da Comissão Europeia, têm-se refletido de forma muito positiva no mercado da UE, com uma forte redução das importações com origem na China. De entre os principais fornecedores de louça de mesa da UE, os que mais beneficiaram com a redução das importações com origem na China foram os próprios países da UE, com destaque para Portugal. Após alguns anos, o tema da sílica cristalina respirável (SCR) está de volta à agenda da CE. A Comissão considera a eventual inclusão da SCR na diretiva relativa a agentes cancerígenos ou mutagénicos, atualmente em revisão. A Indústria defende que esta diretiva não é a solução regulatória adequada para o manuseamento seguro da SCR no local de trabalho. Além da subscrição do Acordo Europeu de Concertação Social de Boas Práticas no Manuseamento da SCR, o sector integra projetos inovadores na área como o SILICOAT (www.silicoat.eu ) que, com o apoio do 7ºPrograma-Quadro da Comissão Europeia, visa explorar os mecanismos pelos quais se pode reduzir a toxicidade da sílica, e propor agentes de revestimento custo-eficazes, passíveis de serem aplicáveis à escala industrial. No dia 27 de Fevereiro, 137 CEOs, que representam a indústria transformadora da EU, subscreveram o Manifesto da indústria sobre o Pacote de Energia e Clima 2030. O documento, divulgado pela IFIEC Europa (Federação Internacional de Consumidores Industriais de Energia), apela aos chefes de Estado para adotar um conjunto de medidas que permitam alinhar as políticas da indústria, energia e clima da UE. Mais informação em www.cerameunie.eu À conquista de novos mercados . Veja a notícia Portugal, Espanha e França comprometem-se a criar corredor ferroviário de mercadorias A APICER crítica os preços praticados pela Galp mas também a actuação da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos - veja a notícia Veja o filme do projeto “CERAMICS - Portugal does it better“ Foi publicado , no Jornal Oficial da Comunidade Europeia, o Regulamento de Execução (UE) n º 412/2013, de 15 de Maio de 2013, que institui um direito anti-dumping definitivo sobre as importações de louças em cerâmica e utensílios de cozinha, originário da República Popular da China Conselho A Cerame-Unie lançou o Roteiro da Indústria Cerâmica “Paving the Way to 2050“. A articulação entre especialistas em várias áreas, resultou numa resposta abrangente do sector aos quatro roteiros recentes da Comissão Europeia sobre economia de baixo carbono, transporte, eficiência na utilização de recursos e energia. O fruto deste trabalho árduo é a primeira visão comum do sector que demonstra a importância estratégica da cerâmica para a Europa.” A Cerâmica no diálogo de civilizações Cerâmica para o Conforto do Lar Setor sustentável Setor tradicional mas com produtos sofisticados e inovadores Setor fortemente exportador Posição relativa da cerâmica no contexto europeu: 1º. Lugar na produção de Cerâmica Utilitária (faiança, porcelana e grés) 2º. Lugar na produção de Louça Sanitária 5º. Lugar na produção de Pavimentos e Revestimentos 6º. Lugar na produção de Telha As exportações de cerâmica portuguesa representam 4 vezes o valor das importações A Cerâmica é o 7º setor da atividade económica que mais contribui positivamente para o saldo da balança comercial portuguesa
© 2011 APICER