"Keramica n.º 367"

Novembro / Dezembro 2020

A crise que vivemos dá-nos a oportunidade de construir um futuro diferente. Uma economia que ponha a pessoa no centro. O que aprendemos no último ano deve servir de ferramenta para a construção de um novo amanhã, já para 2021. E para 2021, registamos a curiosa coincidência do começo de um novo ano com o tema desta KERAMICA dedicado às Matérias-Primas, pois é nestas que começa quase tudo o que há a fazer nas indústrias de cerâmica e cristalaria.

Começamos com o destaque desta Edição com a opinião da Comissão Europeia sobre a ação da UE nas Matérias-Primas, a sua relevância para a Indústria de Cerâmica e a criação do Plano de Ação da UE sobre Matérias-Primas Críticas.

Também a Agência Portuguesa do Ambiente nos fala do impacto da escassez de matérias-primas primárias e necessidade de promoção da sua substituição por matérias-primas secundárias sendo urgente a transição para uma economia circular.

A relevância do conhecimento dos recursos em matérias-primas cerâmicas no território e a necessidade da sua definição no território são abordados no artigo do Laboratório Nacional de Energia e Geologia.

Vítor Correia, Secretário-Geral do Observatório Internacional de Matérias-Primas, faz uma interessante resenha dos movimentos geopolíticos e económicos mundiais e a sua importância nas cadeias de valor das matérias-primas bem como a atual situação mundial.

O Cluster Portugal Mineral Resources foi criado à poucos anos e deverá ser uma peça fundamental para aumentar a capacidade de investigação das nossas instituições e de inovação das nossas empresas.

Na seção de economia falamos da contribuição das argilas e dos caulinos para a economia nacional e evolução do comércio internacional

O novo Processo Extraordinário de Viabilização de Empresas ( P E V E ) é o tema da seção jurídica desta Edição.

Os 40 anos da Sociedade Portuguesa da Cerâmica e do Vidro foram celebrados em 2020 e não poderíamos deixar de enaltecer a data.

Nos mercados falamos do Vietname e das possibilidades que do Acordo de Comércio Livre entre a UE e o Vietname podem advir às nossas empresas.

A APRUPP, Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e Proteção do Património, é uma associação cuja atividade se centra na sensibilização para as boas práticas de reabilitação de edifícios e reabilitação urbana que integrem a preservação do Património edificado e disso vos damos conta nesta edição.

A SABRAB, empresa portuguesa de arquitetura, foi contemplada com o prémio Muse Gold Award, do IAA de Nova Iorque e o Iconic Award do German Design Councile e falamos um pouco desse prémio bem como das suas obras.

Em virtude da atual pandemia, muitas das feiras do setor têm vindo a ser suspensas ou adiadas e por isso recomendamos a leitura da lista dos eventos que fazemos nesta edição sempre sujeito a serem recalendarizadas.

Mas há muito mais na sua Kéramica para descobrir!

Agarre a oportunidade de assinar a Kéramica!


Caso pretenda receber diretamente a informação da publicação da revista e outras informações da APICER no seu email, solicitamos que preencha o nosso Formulário de Consentimento de Dados Pessoais.


Formulário Consentimento de Dados Pessoais

Keramica n.º 367 , Novembro / Dezembro 2020
formanews
Fechar

Login

* campos obrigatórios

Esqueceu-se da password?

Recuperar Password

* campos obrigatórios