"Keramica n.º 368"

Janeiro / Fevereiro 2021

"O progresso é a realização de utopias", escreveu Óscar Wilde. Era bom que tivéssemos isso em conta e que não desistíssemos da busca pelas melhores soluções.

O aumento das Emissões de Gases com Efeito de Estufa é, sem dúvida, um dos problemas que enfrentamos a nível global, nas nossas casas, nas nossas empresas, na indústria, à qual a cerâmica não estará certamente alheia.

Entre as várias iniciativas do Pacto Ecológico Europeu, destaca-se a primeira Lei Europeia para o Clima que consagra o objetivo Europeu de alcançar a neutralidade climática até 2050 e estabelece uma meta revista de redução de emissões de gases com efeito de estufa de "pelo menos 55%", em relação a 1990, reforçando a ambição europeia em 15 pontos percentuais.

Por isso o tema desta Edição é a Descarbonização.

No editorial desta edição, Celso Pedreiras fala-nos da necessidade de políticas concertadas e justas entre a as políticas ambientais, energéticas e climáticas europeias e mundiais.

No artigo de destaque, Júlia Seixas e Francisco Ferreira da FCT NOVA abordam as políticas horizontais em discussão ou em implementação. Sejam elas o Pacto Ecológico Europeu, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, o 8º Programa de Ação Ambiental, o Quadro Financeiro Plurianual e o Pacote de Recuperação e Resiliência (PRR).

A Descarbonização da indústria rumo à neutralidade carbónica é o tema do artigo de Paula Rodrigues, adjunta no Gabinete do Ambiente e Transição Climática.

A Associação Portuguesa de Energias Renováveis (APREN) escreve nesta edição que a transição energética é uma oportunidade para a indústria cerâmica em Portugal, e não uma ameaça.

As necessidades de implementar novas tecnologias a um ritmo sem precedentes e as necessidades de materiais para tecnologias de baixo carbono são temas do artigo do LNEG.

A ARCH Valadares dá-nos o exemplo de um conjunto de medidas e de mudanças implementadas na fábrica que contribuem para a descarbonização.

A Universidade Nova criou o NOVA 4 The Globe, uma plataforma interdisciplinar que promove o diálogo entre os membros da Comunidade NOVA e as diferentes áreas de conhecimento, com vista a contribuir para a sustentabilidade, e disso falamos nesta edição.

Quais as opções para uma descarbonização industrial, a competitividade industrial e o preço de carbono são dois dos temas abordados pela Get2C.

A SmartEnergy relata-nos a sua experiencia no projecto ORANGE.B, uma iniciativa ambiciosa cujo objetivo é a incorporação do hidrogénio verde na indústria da cerâmica em Espanha.

O Business Council for Sustainable Development Portugal existe precisamente para apoiar as empresas portuguesas na odisseia rumo à sustentabilidade, conforme relata o artigo publicado neste edição.

O poder disciplinar do empregador é o tema da Secção Jurídica desta edição.

A criação do Núcleo de Aplicadores de Cerâmica, que é um projeto da APICER, é abordada nesta edição na qual deixamos antever o site deste núcleo.

Estivemos à conversa com o CEO da Saint-Global Portugal, José Martos, sobre temas diversos mas relacionados com a empresa que gere e com a indústria.

Damos conta das novidades das empresas cerâmicas portuguesas, e também dos resultados obtidos pela CERTIF em 2020

Mas há muito mais na sua Kéramica para descobrir!

Agarre a oportunidade de assinar a Kéramica!


Caso pretenda receber diretamente a informação da publicação da revista e outras informações da APICER no seu email, solicitamos que preencha o nosso Formulário de Consentimento de Dados Pessoais.


Formulário Consentimento de Dados Pessoais

Keramica n.º 368 , Janeiro / Fevereiro 2021
formanews
Fechar

Login

* campos obrigatórios

Esqueceu-se da password?

Recuperar Password

* campos obrigatórios